Novas turmas nas oficinas de Confeitaria e Panificação profissionalizam jovens do Case Padre Cacique

cozinha
O projeto “Espaço dos Sabores” do do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Padre Cacique, criado a partir do recebimento de um Termo de Ajustamento de Conduta do  Ministério Público do Trabalho da 4ª Região em setembro de 2016, iniciou duas novas turmas nas oficinas de Confeitaria e Panificação na última semana. Os adolescentes participantes das aulas aprenderão a fazer pães, pizzas, salgados e doces. As aulas acontecem na antiga casa do Projeto Pescar, localizada ao lado da Sede Administrativa da Fase.

As novas turmas foram divididas em manhã, tarde e noite nas segundas e quartas. Durante o dia, os socioeducandos atendidos são os que cumprem Internação com Possibilidade de Atividade Externa (ICPAE) e, a noite, com a devida autorização judicial, os beneficiados são os jovens em Internação sem Possibilidade de Atividade Externa (ISPAE). Cada turma permanece quatro meses no curso, realizando um módulo diferente por mês voltado para um determinado tipo de produção.  As responsáveis pela organização do projeto são as agentes socioeducadoras Adriana Telles, na confeitaria, e Rejane Cardoso, na panificação, junto com a pedagoga Mariana Baldasso Reichert.

O diretor da unidade Padre Cacique, Pedro Falkenbach Jr., destaca a importância deste tipo de ação na vida dos jovens: “Ainda que seja uma atividade de caráter ocupacional, o cuidado e a responsabilidade adquiridos são o primeiro passo para o encaminhamento dos adolescentes ao mercado de trabalho. A potencialidade de criar renda permite que vislumbrem diferentes formas de buscar seu sustento”, disse.

 Texto: Assessoria de comunicação da Fase com colaboração de Jéssica Cofferri
 Foto: Divulgação Case Padre Cacique 

1429 visualizações 1 visualizadas hoje