Fase apresenta ferramenta para Formação Continuada não Presencial

O ensino não presencial tem ganhado destaque entre as universidades, escolas e até mesmo em centros de treinamento. Para a qualificação profissional na socioeducação, existe um grande espaço de trabalho e temas que podem ser abordados à distância. Desta forma, nesta quinta-feira, 28, no dia em que Fundação completa 18 anos, a equipe da Diretoria de Qualificação Profissional e Cidadania (DQPC) e a Coordenação de Formação Permanente (CFP) apresentaram, no auditório da sede administrativa, o link de acesso ao treinamento. 

Por meio do link serão apresentados textos, vídeos, entrevistas, videoaulas gravadas, além de outras formas de abordagens dos temas da socioeducação, orientados pela Escola Nacional da Socioeducação (ENS) e pelo Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase). Segundo o coordenador da CFP, Luiz Cézar Santorum, sempre após o treinamento será disponibilizado um questionário objetivo referente ao tema e que permitirá a CFP avaliar o grau de aproveitamento do servidor. “Não haverá necessidade de inscrição prévia, bastará acessar o link”, disse.

De fácil acesso, esta nova ferramenta de aprendizado ficará disponível para todos. A cada nova abertura de uma capacitação, a CFP publicará um novo endereço, como também a sua carga horária, o tempo que ficará à disposição para estudo, entre outras medidas. Todo conteúdo seguirá, preferencialmente, os temas solicitados no Plano de Desenvolvimento Individual (PDI), do Plano de Formação Continuada (PFC), ou de outras atualidades relevantes de abordagem. Estes sempre poderão ser visualizados em qualquer componente eletrônico que permita o acesso à internet, como tablets, smartphones, notebooks, a qualquer momento do dia.

A diretora da DQPC, Ledi Teixeira, salienta que a formação à distância era um objetivo antigo da Fundação, que agora se concretiza. “Teremos com isso uma capacidade maior para atender aos servidores de todas as unidades. Estamos no caminho certo, conquistando melhorias para todos”, disse.

O presidente da Fase, Farelo Almeida, destacou que essa ferramenta é mais uma importante conquista na história da instituição e na qualificação do trabalho diante do seu principal objetivo: o de fazer socioeducação. 

O secretário da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Catarina Paladini, lembrou que no ano em que completa 18 anos, a Fase está com as obras de três novos Centros de Atendimento Socioeducativos (Cases) em andamento, após 16 anos sem a abertura de novas vagas. “Queremos fazer nossa sistema socioeducativo uma referência no Brasil e convido todos para embarcar nesse sonho. Vamos buscar projetos, ações, parcerias no público, no privado, no terceiro setor para potencializar todo esse trabalho que é desenvolvido por vocês”, afirmou.

Os primeiros cursos que serão oferecidos aos servidores serão: Gênero e Diversidade – Módulo 1 e Orientações para o enfrentamento da Covid-19.

 

926 visualizações 1 visualizadas hoje