Em parceria com a Prefeitura de Porto Alegre, Fase inicia projeto que possibilitará novas abordagens de educação em saúde

Avançando nas ações de saúde por meio do Plano Operativo Local (POL), assinado e elaborado pela Fundação de Atendimento Sócio-Educativo (Fase), Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre, Secretaria Estadual de Saúde e Ministério da Saúde, a Fase deu início a um novo projeto para educação em saúde esta semana.

Considerando a  Política Nacional de Atenção Integral à Saúde de Adolescentes em Conflito com a Lei, em Regime de Internação e Internação Provisória (PNAISARI), três unidades da Fundação _ CIPCS, POA II e Casef _ receberão intervenções de saúde que irão além das ações habituais, trazendo novas  abordagens de saúde através de oficinas lúdico-terapêuticas e outras ferramentas que primam pelo protagonismo dos adolescentes.

Na manhã de quarta-feira (23), a proposta foi apresentada para as direções e equipes das unidades com objetivo de trocar ideias e iniciar o planejamento das oficinas. Os adolescentes também participarão do processo construtivo, indicando os projetos que mais gostariam de integrar.

Algumas oficinas básicas já estão definidas e tratarão de assuntos diversos, como doenças sexualmente transmissíveis, saúde bucal, coronavírus, questões de gênero, entre outros. “Tudo o que vem para qualificar é importante e dá para os jovens uma nova perspectiva”, disse o diretor do CIPCS, Isaac Ferreira. As demais oficinas serão disponibilizadas conforme o perfil e o que for levantado pelas unidades, abrangendo também temas de interesse dos funcionários.

As atividades iniciarão em breve, levando em conta todos os cuidados sanitários e de distanciamento necessários durante a pandemia, e serão ministradas por empresa contratada por meio de recursos da Secretaria Municipal de Saúde, oriundos da PNAISARI.

146 visualizações 1 visualizadas hoje