Case Santo Ângelo inicia audiências por videoconferência em sala própria da unidade

Assim como vem ocorrendo nas unidades de Novo Hamburgo, no Centro de Atendimento Socioeducativo Feminino (Casef) e no Centro de Internação Provisória Carlos Santos (CIPCS) e, em breve em todas as unidades da Fundação de Atendimento Sócio-Educativo (Fase), o Case de Santo Ângelo deu início na última quarta-feira (24) às audiências em sala própria da unidade. Com um computador doado pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul e a aquisição de caixas de som, foi possível dar andamento às sessões de forma remota, atendendo as 89 comarcas da regional. 

As audiências por videoconferência são coordenadas pelo diretor do Centro, Rodrigo Medeiros, o chefe de equipe Jacob Haupenthal Neto e a advogada Camila Bortolato Penke. 

Para o diretor do Case, os ganhos com a disponibilização dos equipamentos são incontáveis, visto que não há mais a necessidade de deslocamento da unidade para os fóruns locais, aumentando a eficiência, celeridade e segurança de todos. “Com as audiências por videoconferência, há uma grande economia para o erário público. Neste período de pandemia, a realização por este formato praticamente anulam os riscos de contágio pela Covid-19”, disse Rodrigo.

A Fundação recebeu 16 computadores do Tribunal de Justiça do RS para o andamento das audiências, além disso, outros aparelhos foram reaproveitados, passando por manutenção e adequação.  O projeto é coordenado pela Diretoria Administrativa, por meio da Coordenadoria de Apoio e Serviços e do Núcleo de Informática.

 

WhatsApp Image 2020-06-24 at 21.38.53

 

168 visualizações 2 visualizadas hoje