Adolescente da Fase ganha título de melhor ator estudantil em Festival de Esquetes

P.H.L.S, do Case NH, mostra prêmio conquistado em Festival de Esquetes Luis Francisco Silva _ ASCOM Fase

P.H.L.S, do Case NH, mostra prêmio conquistado em Festival de Esquetes
Luis Francisco Silva _ ASCOM Fase

A Fundação de Atendimento Socioeducativo (Fase) foi muito bem representada no 22° Festival Estadual de Esquetes de Novo Hamburgo, realizado no último dia 12. Neste domingo (16), foram anunciados os vencedores. A peça “Fagundes na Semana Farroupilha”, apresentada pelo Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Novo Hamburgo, ganhou o título de melhor ator estudantil e destaque especial do Júri, além de indicações nas categorias figurino, maquiagem e de ator coadjuvante.

O destaque da premiação foi o jovem P.H.L.S., de 19 anos, que ganhou na categoria melhor ator estudantil. Em cumprimento de medida socioeducativa desde os 17 anos, ele descobriu dentro da unidade da Fase o seu talento para o humor. Com o auxílio dos professores Paulo Christófoli, de Português, e Aline de Oliveira, de Biologia, da Escola Estadual de Ensino Fundamental Bento Gonçalves, que fica dentro da unidade da Fase em Novo Hamburgo, ele criou o texto, inspirado em seus ídolos, os atores Jair Kobe e Cris Pereira. O sucesso da apresentação ultrapassou o esperado e impressionou os jurados. “Foi uma grande satisfação subir naquele palco”, lembra P.H.L.S.

O humor está sempre presente na vida de P.H.L.S. É natural. Quase tudo é motivo para piada, até mesmo sua inscrição no festival, que por pouco não aconteceu. Enquanto o diretor do Case Novo Hamburgo, Marlos Oliveira, explicava que a inscrição da unidade no Festival, sugerida pelo servidor Eugênio da Silveira, foi aceita após o prazo devido a “situação especial” dos adolescentes, P.H.L.S. comenta: “Sim. Situação especial bem básica, só um muro de dez metros”. Após as gargalhadas, o diretor Marlos lembra que o fato do jovem levar a situação com humor, mas sempre com respeito, colabora para sua boa conduta desde que iniciou sua medida socioeducativa.

Preocupação com o futuro

Formado em Ocupações Administrativas, pelo Centro de Integração Empresa – Escola (CIEE), através do programa Jovem Aprendiz com o Banrisul, P.H.L.S. se mostra preocupado com o seu futuro e de sua família. Após um ano de curso, além do diploma, ele também garantiu uma poupança de mais de R$ 4 mil, fruto da economia mensal que fez com o meio salário-mínimo que recebeu com o programa Jovem Aprendiz. “Mandei R$2.120 pra casa e guardei o resto”, orgulha-se o jovem que, agora, consegue ter a perspectiva de novos horizontes como a música e o teatro.

823 visualizações 1 visualizadas hoje